A Ciência da Torra do Café

Pequenos milagres acontecem na Natureza, sim!

A forma como a natureza e suas ciências funcionam é simplesmente incrível, de grande precisão e de lógica perfeita!

Torrar café é, na verdade, um conjunto de conhecimentos que surpreende pela sua amplitude, pois para se estabelecer como a semente deve ser tratada é necessário saber onde e como foi produzida, pois sua estrutura química definirá a dinâmica de todo o processo, assim como a compreensão dos recursos e limitações do torrador é fundamental para se estabelecer a estratégia do processo.

Imagine que você irá preparar um cozido de carne e legumes, por exemplo. A escolha da carne é o primeiro passo. O tipo de carne para ser cozida é diferente daquela que é própria para ser assada na grelha.
O tipo de panela e respectivo material é outro ponto importante para você definir como será o processo de cozimento, quando colocar cada ingrediente, a intensidade da chama a cada momento e assim por diante.

Em razão das diferentes percepções e forma de aplicar o conhecimento, existem várias escolas de torra de café.

O 4º Jamboree Brasil Café fará um painel com as principais escolas para que você possa entender os princípios de cada uma e, assim, poder eleger aquela que lhe parece mais interessante.
Além disso, nos dias 03 e 04 de junho você poderá escolher atividades com equipamentos de torra para aprender a manipular e, quem sabe, escolher um para realizar sua torra doméstica…

Por isso, não perca essa edição do Jamboree Brasil Café!

CHAMADA GERAL

“É você um fazedor?”

Se você estiver lendo este texto, certamente você já foi abduzido pelo café!

Agora, se além de ter sido abduzido pelo café, você também é um verdadeiro fazedor das coisas do café, é porque faz parte de um grupo de pessoas que gosta de ser chamado de Coffee Geek!

O chamado Movimento Maker ou Movimento Fazedores é um desdobramento da cultura DIY – Do It Yourself/Faça Você Mesmo, que tem vertentes tão diversas como o de sua origem no ambiente de TI – Tecnologia da Informação quanto nos trabalhos de bricolage.

No mundo dos consumidores de café existem diversos personagens, que podem ser um simples bebedor, que não se importa com os sabores contidos numa xícara, aos que veneram a bebida pelas experiências sensoriais que podem promover ou pelas incríveis histórias que existem por detrás da produção de cada semente. Aquelas pessoas que começam a ter maior interesse pela bebida ganham o status de Coffee Lover, pois desenvolvem uma paixão incontida, procurando conhecer um pouco mais sobre quem produziu ou qual variedade está na xícara ou caneca.

À medida em que esta paixão cresce, tornando-se quase viciante, o novo status é de Coffee Geek. Deixam de existir fronteiras para o conhecimento, valendo leituras técnicas ou romanceadas dessa hipnotizante semente que surgiu nas florestas tropicais etíopes, no Leste Africano, compra quase que compulsiva de novos apetrechos e utensílios para preparar a bebida, e, até, transformar parte de sua casa num santuário cafeinado…

Neste estágio, o que distingue um verdadeiro coffee geek é sua incessante busca por conhecimento de alta qualidade, de tecnologias e até a criação e adaptação de equipamentos e utensílios. Criar seu próprio moinho ou torrador é um dos sonhos que esse grupo obstinado de pessoas mantém.

Quando o mercado entra em sua fase de amadurecimento, os consumidores têm maior conhecimento sobre diversos temas e, como conseqüência, procuram criar em seu espaço doméstico cafeinado todas as condições para replicar e explorar experiências vividas em excelentes cafeterias. Se isso já existe, o próximo passo é a verticalização total de suas atividades…

Adivinhou?

Estamos falando da torra doméstica, que vem ganhando uma legião de aficcionados em diversos países, inclusive no Brasil. Dentro da estrutura de experiências que podem ser integradas em casa, torrar café é a nova tendência.

Esse tipo de atividade amplia os horizontes do conhecimento porque trabalha com temas mais sofisticados da ciência e, por isso mesmo, mais instigantes. Torrar café, assim como o ato de cozinhar, compreende diversos conceitos das ciências da natureza, fazendo o desafio maior e mais prazeroso.

Será o novo parque de diversões dos coffee geeks!

Acreditando nesse cenário, o tema do 4º Jamboree Brasil Café é “Você ainda vai torrar seu próprio café!”.

Será uma edição mais robusta, com dois dias repletos de atividades já conhecidas como a série de palestras Fronteiras do Conhecimento Cafeinado e os laboratórios Experiências Jamboree.

Reserve data: 03 e 04 de Junho próximo será nosso grande encontro, nossa grande festa cafeinada!