Palestrantes

Ana Rita Suassuna

Pesquisadora da Culinária Sertaneja, Brasília, DF.

Ana Rita é natural de Taperoá (PB) com licenciatura em Letras pela Universidade do Recife e especialista em Educação pela Universidade Católica de Pernambuco. Mora em Brasília, atualmente.
Publicou o livro Gastronomia Sertaneja – Receitas que Contam Histórias e tem apresentado em palestras por todo o Brasil aspectos da cultura culinária do sertão nordestino.

Danielly Soares

Amika Coffee House, Fortaleza, CE.

Danielly é formada em Publicidade e Propaganda, mas teve sua paixão por cafés despertada ao fazer um curso de barista.
Largou o escritório e, desde então, procurou se especializar, tendo feito cursos de Barista, Avaliação de Café e de Torra. É proprietária do Amika Coffee House, é reconhecida como o melhor café em Fortaleza.

Edmilson Correa

Engenheiro Eletrônico, Jundiaí, SP.

Edmilson é Engenheiro Eletrônico com MBA em Business Intelligence e Automação Industrial. Com mais de 23 anos de experiência profissional, tem trabalhado com equipamentos de torra de grande porte e alta tecnologia, tendo desenvolvido projetos nas áreas de conservação e redução de energia, além de processos avançados em torra de café.

Emerson Nascimento

Curto Café, Rio de Janeiro, RJ.

Trabalhou como Bartender antes de, a 8 anos atrás, entrar no mundo do café através da Casa do Barista, de Emílio Rodrigues, no Rio de Janeiro. Para seu aperfeiçoamento profissional, tem feito diversos cursos como Classificação de Café, Educação Sensorial, Avaliação Sensorial de Café e Torra de Café.
É sócio da Grã Barista, empresa distribuidora de café, e do Curto Café, cafeteria no Rio de Janeiro. Recentemente, sagrou-se campeão brasileiro de Coffee in Good Spirits.

Ensei Neto

Músico com licenciatura, é Engenheiro Químico pela Escola Politécnica da USP com especialização em Tecnologia de Alimentos. Trabalhou em indústrias de bebidas e alimentos na área de processos fermentativos antes de se iniciar no café. É consultor especialista em Gestão Sensorial em Café, Cachaça, Cacau & Chocolate e Água entre outros segmentos. Ministra cursos de Educação Sensorial, Ciência da Torra e de Formação de Coffee Hunters.

Felipe Croce

Fazenda Ambiental Fortaleza – São Paulo, SP

Felipe Croce é mestre de torra e proprietário da cafeteria Isso é Café, com duas unidades em São Paulo. Também administra a FAF (Fazenda Ambiental Fortaleza), em Mococa, que pertence à sua família desde 1850 e que vende grãos para diversos países no mundo.

Felipe Oliveira Assunção

Bule Pescoço de Ganso, Uberlândia, MG.

Mineiro, Lipe é acadêmico de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Uberlândia.
Sua paixão pelo café foi despertada ao degustar cafés em casa de amigos. Desde então, começou a estudar mais sobre a bebida e seu preparo, aprimorando seu conhecimento através de encontros com outros Coffee Geeks e literatura. Daí surgiu a idéia de elaborar seu próprio bule, que recebeu diversas contribuições de seus colegas do Clube do Café.

Flavia Pogliani

The Little Coffee Shop, São Paulo, SP.

Formada em Economia pela USP e pós em Administração com ênfase em Marketing, após vivência em cafeterias na Austrália passou a se dedicar totalmente ao café. É criadora do Coffee Week Brasil e proprietária da cafeteria The Little Coffee Shop.

Francisco Rabelo

Fábrica Café, Maceió, AL.

Natural de Natal (RN), Francisco mudou-se para o interior de Alagoas, onde passou sua infância entre canaviais e usinas de álcool e açúcar. É piloto de helicóptero e instrutor de vôo de helicóptero. Foi chefe de operação da principal escola de procedimentos de emergência em helicópteros do Brasil.
Do alto de seus vôos conheceu lavouras de café, apaixonando-se pela cultura. É barista e mestre de torras, sendo proprietário da Fábrica Café de Maceió, AL.

Gilberto Melo Pereira

Professor Doutor Engenharia de Alimentos – Universidade Federal do Paraná

Engenheiro de Alimentos pela Universidade Federal de Lavras, tem Mestrado em Microbiologia Agrícola pela UFLA e é Doutor em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia pela Universidade Federal do Paraná.
Desenvolveu técnica molecular para rápida identificação das principais leveduras envolvidas em processos fermentativos industriais. A partir disso, adicionado à experiência com pesquisa de processos fermentativos de cacau, iniciou pesquisas relacionadas ao estudo e otimização desses processos no café.

Gilberto dos Santos Neto

Moinho Bravo, São Paulo, SP

Engenheiro Mecânico, entrou no mundo café como freqüentador do Fórum do Café e do Clube do Café, que lhe despertou o desejo de produzir equipamentos para café.
É o criador do moinho Bravo, de um tamper dinanométrico e suporte de PF, além de manter outros produtos em desenvolvimento, sempre contando com testes e opiniões de seus colegas Coffee Geeks.

Guert Schinke

Baden Cafés Especiais & Baden Torrefação, Porto Alegre, RS.

Guert I. Dorneles Schinke é formado em Agronomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e tem MBA em Gestão Empresarial. Sua entrada no mundo do café se deu em 2010 num curso para barista iniciante na cafeteria Grenat, de Brasília. Em abril de 2012 abriu a então inovadora cafeteria Baden Cafés Especiais, junto com sua mãe Margaret Dorneles, e em 2014, a Baden Torrefação de Cafés Especiais.

Guilherme Torres

Torrador STC, Brasília, DF.

Brasiliense, Gui é filho de mineiros e daí vem o café em seu DNA. Já adulto, adquiriu sua primeira máquina de espresso e começou a adquirir cafés para seu consumo. Participou do HT Fórum e, atualmente, está no Clube do Café, quando descobriu a Torra Doméstica. Da pipoqueira aos torradores de tambor, foi o caminho de sua paixão por essas máquinas.
Seu último projeto é o torrador STC, de pequeno porte e que permite excelentes torras.

Jerônimo Faria

Engenheiro Aeronáutico, São José dos Campos, SP.

Jerônimo, conhecido por Gegê, é Engenheiro Aeronáutico pela Universidade de Ciências Aplicadas de Delft, Holanda. É mestrando em Estruturas e Mecânica dos Sólidos, Departamento de Engenharia Aeronáutica e Mecânica do ITA. É também pesquisador colaborador do Centro de Competência em Manufatura (CCM), laboratório dedicado a projetos de cooperação com parceiros industriais.

Juliana Pedro

Ernesto Cafés Especiais, Brasília, DF.

Juliana é Mestre em História Social pela PUC – Universidade Católica de São Paulo. É proprietária do Ernesto Cafés Especiais de Brasília, DF.
É Barista e Mestre de Torra, e, também, Padeira Artesanal.

Lenon Cândido e Luan Carlos da Silva Pinto

Coocacer Araguari – Cuppers

A Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado de Araguari, mais conhecida como Coocacer Araguari é a primeira cooperativa de café do Brasil que comercializa café de seus produtores para o varejo. A cooperativa, que é considerada referência em transparência comercial, oferece cafés crus de alta qualidade e micro lotes muito especiais em quantidades partindo de 1 kg, ideal para as torras domésticas.
Sua equipe de profissionais do Departamento de Cafés Especiais ministrará os laboratórios de Cupping com Metodologia SCAA.

Luis Fernando Laimer

Henry-Louis Coffee, Porto Alegre, RS.

Graduado em Ciências da Computação pela UFRGS, trabalha em TI – Tecnologia da Informação e a tecnologia sempre exerceu forte atração. Desde pequeno sempre procurou algo para inventar.
Abduzido pelo café, encontrou um fértil campo para sair da caixa e inovar.
É um dos fundadores da Henry Louis Special Coffee, que tem como carro chefe o café com grãos armazenados em barricas de bourbon whiskey.
Atualmente está envolvido no desenvolvimento de um torrador de café com maior eficiência térmica.

Mariano Martins

Martins Café e Fazenda Santa Margarida, São Manuel, SP.

Mariano Martins é formado em Administração de Empresas e dirige a Fazenda Santa Margarida, que cultiva café de qualidade em São Manoel, interior de São Paulo, onde produz grão vendidos para diversas empresas no Brasil e no mundo. Ainda dirige a Martins Café, marca própria que comercializa grãos especiais para cafeterias, restaurantes e público em geral.

Roberto Pimentel

Torrador Brothers, Barra Bonita, SP.

Formado em Gestão Ambiental, Beto Pimentel trabalha com moda via e-commerce.
Sua paixão pelo café começou há 4 anos, procurando saber mais sobre essa incrível bebida participando de eventos e feiras do setor, além de se filiar ao Clube do Café. Fundou o Café dos Brothers Solidário, ação social envolvendo produtores amigos do projeto com o objetivo de levar a magia do café a asilos de idosos e também para abrigo de animais abandonados.
Começou a torrar em casa em fins de 2016, depois de fazer adaptações muito espertas num forninho, que pelo fato de ter recibo inúmeras sugestões de seus amigos, ganhou o nome de Torrador Brothers.